Futebol Brasileiro

Rogério Ceni reclama de expulsões e da arbitragem no jogo do São Paulo: 'Estranho'

Igor Vinícius, Rodrigo Nestor e Calleri foram expulsos no segundo tempo contra a Universidad Católica

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

São Paulo enfrentou a Universidad Católica, no Chile(Marcelo Hernandez/Getty Images South America)

São Paulo enfrentou a Universidad Católica, no Chile | Marcelo Hernandez/Getty Images South America

O técnico Rogério Ceni, do São Paulo, criticou a abitragem e as expulsões na partida entre São Paulo e Universidad Católica, vencida pelo Tricolor por 4 a 2. O treinador reclamou da expulsão de Igor Vinícius e questionou o comportamento do árbiro Christian Ferreyra, do Uruguai.

Não queremos falar de arbitragem, mas temos que repensar, temos que ter mais força na confederação sul-americana. Eu me recordo de uma época em que a gente tinha força, mas hoje não temos e sofremos muito", afirmou Rogério Ceni.

"No fim, quando vai cumprimentar o árbitro, ele dá beijos nos jogadores deles. Claro, pode, é respeitoso. Mas, não sei, três expulsos nossos, abraços, beijos... Quando um de nós foi cumprimentá-lo, ele diz que 'você eu não cumprimento'. Estranho", acrescentou o treinador.

Quando questionado sobre a atuação da arbitragem, Rogério Ceni reclamou apenas da primeira expulsão. Além do cartão vermelho para Igor Vinícius, Rodrigo Nestor e Calleri também saíram de campo mais cedo, o que fez com que o São Paulo terminasse o jogo com oito jogadores.

"As expulsões, quando se fala de competições como a Conmebol, é melhor não falar sobre arbitragem, porque são circunstâncias que se voltam contra você. A gente viu o que se passou no campo. A primeira expulsão foi uma vergonha... Vamos desfrutar das coisas boas de hoje e tentar estar bem", completou.

Com a vitória por 4 a 2, o São Paulo pode ser derrotado por um gol de diferença na partida de volta, que avançará às quartas de final da competição sul-americana. O segundo confronto ocorrerá na próxima quinta-feira (07), às 21h30 (de Brasília), no Morumbi.

 
EXCLUSIVO: Lucas revela desejo de seguir na Europa, mas afirma: 'Voltar pro Brasil não tem como não voltar pro São Paulo'
Comentários