Futebol Brasileiro

Presidente da CBF não descarta técnico estrangeiro na seleção após a Copa do Mundo

Apesar da declaração, Ednaldo Rodrigues negou que a entidade tenha tido contato com Pep Guardiola para substituir Tite

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Tite deixará o comando da seleção brasileira após a Copa do Mundo(Getty Images)

Tite deixará o comando da seleção brasileira após a Copa do Mundo | Getty Images

A Copa do Qatar será a última do técnico Tite no comando da seleção brasileira. Nesta terça-feira (19), o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, abriu as portas para um possível treinador estrangeiro. 

Em entrevista coletiva, o mandatário não descartou a possibilidade de um profissional de outro país comandar a seleção, mas disse que só vai falar do assunto após o Mundial.

Nós não temos o compromisso de que tem que ser um brasileiro. Assim como não temos a obrigação de que precisa ser um estrangeiro. Só vou tratar desse assunto depois que a Copa acabar.”

Recentemente, Tite deixou claro que deixará o cargo independente de conquistar o hexa com o Brasil no Qatar no fim do ano. Pep Guardiola, atual técnico do Manchester City, é um dos nomes especulados, mas o presidente da CBF negou que tenha procurado o treinador.

"A gente reconhece no Guardiola um vencedor, alguém que dispensa apresentações. Competente como jogador e como técnico. Mas não houve, por parte da CBF, nem do presidente da CBF, nenhuma autorização para buscar o Guardiola como técnico da seleção brasileira", afirmou.

 
EXCLUSIVO: Tite elogia fim de dependência de Neymar na Seleção: 'É bom até para ele'
Comentários