Futebol Brasileiro

Fluminense reclama de árbitro e condições do campo do Juventude: 'Inadmissível'

Tricolor destaca que equipes tinham data livre e disponível para adiamento e remarcação do jogo, mas árbitro ignorou

Avatar del

Por Redação da TNT Sports

Fluminense e Juventude se enfrentaram neste sábado (5) I Foto: Luiz Erbes

Fluminense e Juventude se enfrentaram neste sábado (5) I Foto: Luiz Erbes

O Fluminense emitiu uma nota oficial, na tarde deste domingo (5), após a derrota para o Juventude por 1x0, reclamando das condições do gramado do estádio Alfredo Jaconi e da atitude do árbitro Jefferson Ferreira de Moraes em ter iniciado a partida com o campo alagado. 

Segundo o Tricolor, "outros clubes já foram vítimas da mesma situação", que "só apequena o futebol". O clube carioca destaca que ambas as equipes tinham data livre e disponível para adiamento e remarcação do jogo, mas o que se viu foi um "árbitro despreparado dar continuidade".

Confira a nota na íntegra:

“O ano é 2022. Debates grandiosos sobre criação de Liga, sobre modelos societários em clubes, mas nenhum esforço para que sejam modificados velhos hábitos do futebol brasileiro.

Inadmissível o árbitro de Juventude x Fluminense ter dado início a partida nas precárias condições do gramado, e, mais, ter dado seguimento após o aumento da chuva. Um desastre. Um verdadeiro desastre.

O mais “curioso” de tudo é que, somente após fazer 1 x 0 e de um primeiro tempo dentro d’agua, os funcionários do Juventude resolveram “drenar” o campo com rodos. Antes do jogo nada foi feito para amenizar as condições de disputa da partida.

Outros clubes já foram vítimas da mesma situação, que, aliás, só apequena o nosso futebol e mostra que estamos engatinhando no quesito profissionalismo e beleza do espetáculo como um todo.

Tanto Fluminense quanto Juventude tinham data livre e disponível para adiamento e remarcação do jogo, mas o que vimos foi um árbitro despreparado dar continuidade a uma partida dentro de uma piscina. Talvez ele possa e deva apitar esportes aquáticos. Futebol? Nitidamente não é o lugar onde deveria. Faltou bom senso.

Que a nova diretoria da CBF, visivelmente empenhada em atender aos novos rumos do futebol brasileiro, possa se manifestar e promover modificações nas regras que de maneira esdrúxula ainda permitem que se dispute um jogo de futebol nestas condições ridículas.

De sua parte, como sempre faz nos casos em que se sente prejudicado, o Fluminense irá à CBF durante a semana para encaminhamento das medidas administrativas necessárias.”

Mário Bittencourt"

Comentários