Blogs

Alguém perguntou o que o Pedro quer?

Muito se fala da condição de Pedro no Flamengo, um jogador que poderia ser o 9 da seleção brasileiro, mas que não é titular absoluto do clube carioca, mas ninguém ouviu do jogador que ele está insatisfeito

Por Vitor Sérgio Rodrigues

Pedro foi titular no último jogo do Campeonato Carioca, mas não entrou na Supercopa do Brasil

Pedro foi titular no último jogo do Campeonato Carioca, mas não entrou na Supercopa do Brasil

O atacante Pedro, do Flamengo, não dá entrevista desde o dia 6 de outubro, quando falou de forma exclusiva com o Globoesporte.com. De lá para cá, o jogador vem sendo blindado pela assessoria de comunicação do clube e não falou mais, já que atletas não estão participando de entrevista coletivas, não vem ocorrendo zona mista por causa da pandemia, Pedro não foi escolhido para falar no intervalo e após os jogos e os pedidos de entrevistas exclusivas vêm sendo negados. Ou seja, publicamente, Pedro não fala desde o início de outubro.

Desde então, virou um objeto recorrente do noticiário esportivo brasileiro falar da condição de Pedro em não ser titular absoluto do Flamengo. Mesmo tendo atuando muitas vezes em 2021 por causa das convocações de Gabigol para a seleção, Pedro a todo momento é retratado como um infeliz por iniciar os jogos mais como reserva do que entre os 11. A participação de menos de 10 minutos na decisão da Libertadores, em novembro, e ter ficado no banco o jogo inteiro contra o Atlético Mineiro na Supercopa do Brasil potencializaram essa pauta. Mas há um erro grave aí: tratar a opinião pessoal como informação.

Eu tenho o direito de achar que Pedro, pela qualidade que tem (já falei algumas vezes que seria o meu 9 na Copa do Qatar), deveria jogar todos os minutos possíveis. Isso é o que eu acho. Mas eu não tenho o direito de tratar isso como um fato, pois não é. É uma opinião. Muito menos dizer que Pedro está insatisfeito com essa situação, uma vez que o mesmo não fala desde outubro e suas ações não demonstram isso. Na prática, se criou uma sensação de que Pedro é "refém" do Flamengo e o clube é um vilão por ter um jogador desse nível eventualmente como reserva. Não é preciso ser muito inteligente para saber que as duas sensações não condizem com a realidade.

É evidente que Pedro seria um encaixe perfeito no Palmeiras, que há algum tempo procura um centroavante e, inclusive, se interessou por Pedro. Juntar o interesse de um gigante como o Palmeiras com as várias opiniões de influenciadores (da mídia tradicional ou segmentada) de que Pedro deveria jogar mais tempo, acaba sendo uma pauta natural, mas que neste momento não muda nada para o Flamengo. Segundo um integrante do futebol rubro-negro que conversou com o blog nesta sexta-feira, "Pedro se apresenta no Palmeiras no momento seguinte em que a multa de 740 milhões de reais (multa para o mercado nacional) for paga.".

Pedro foi contratado pelo Flamengo no início de 2021, assinando um contrato de cinco anos, em que o cenário de competitividade no time era rigorosamente o mesmo. Ele é profissional e (imagino) sabe o que o faz feliz. Eu posso achar que Pedro deveria jogar sempre. Mas quem tem o direito de decidir o que é melhor para si (como todos nós) é o próprio Pedro. Até ele falar publicamente, vai ser assim que eu vou tratar o tema. 

Comentários